MDA em parceria com o Governo de Sergipe entrega de 24 retroescavadeiras

MDA em parceria com o Governo de Sergipe entrega de 24 retroescavadeiras

 

Na manhã desta quinta-feira, 14, o governador Marcelo Déda participou da entrega de 24  máquinas retroescavadeiras, uma para cada município sergipano selecionado de acordo com as regras da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). A ação, no valor de R$ 4.680 milhões e desenvolvida pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), também faz parte das medidas de enfrentamento à seca e irá fortalecer a agricultura familiar, melhorar a infraestrutura das estradas vicinais e na limpeza de pequenas barragens que armazenam água para a produção agrícola e dessedentação dos animais. A solenidade aconteceu no Parque de Exposições João Cleophas, em Aracaju.

Em Sergipe, 90% dos estabelecimentos agrícolas são propriedades de agricultura familiar, as quais produzem mais de R$ 720 milhões por ano em milho, feijão, arroz e mandioca. Com os equipamentos, as prefeituras poderão realizar a manutenção e abertura de estradas vicinais e executar limpeza de reservatórios.

“Esse programa está dentro do PAC 2 e objetiva equipar pequenos municípios brasileiros para que as prefeituras tenham condições mais ágeis de atender demandas da zona rural, ajudando a  melhorar as condições de tráfego das estradas vicinais, por exemplo. O foco é fortalecer a agricultura familiar e ajudar as prefeituras a apoiarem de forma mais eficiente o produtor rural", declarou o governador.

Ainda de acordo com Déda, a tarefa, no exercício de governador, foi criar condições para que a entrega desses equipamentos se realizasse da forma mais rápida possível, considerando as necessidades das prefeituras e a situação de emergência de 11 dos 24 municípios beneficiados. "Essas máquinas foram compradas pelo governo da presidenta Dilma, é um esforço para ajudar os municípios onde a agricultura familiar tem um grande peso na economia”.

Durante sua explanação, Déda anunciou que 14 mil famílias sergipanas receberão a primeira parcela da Bolsa Estiagem ainda em junho. O Bolsa Estiagem é um auxílio de R$ 400 a ser pago em parcelas mensais de até R$ 80. “As ações do Governo de combate à seca estão em andamento. Já temos 60 barragens e aguadas limpas. Próxima semana, entregaremos a barragem de Vaca Serrada e ainda este mês, 14 mil sergipanos estarão recebendo o benefício da Bolsa Estiagem”.

O delegado federal do MDA em Sergipe, Adailton dos Santos, explicou que as máquinas contribuirão para aumentar a frota de tratores que está sendo usada nas ações de combate aos efeitos da seca. Os tratores serão usados na limpeza de pequenas barragens e tanques que armazenam água para a produção agrícola e dessedentação dos animais. “Estamos vivendo um período crítico de estiagem, com 18 municípios em situação de emergência”, disse.

Seleção

A seleção das 24 cidades sergipanas considerou a participação do Produto Interno Bruto (PIB) agrícola no PIB total do município, ter menos de 50 mil habitantes, possuir maior extensão territorial e maior presença de agricultores familiares em relação ao total dos produtos registrados no município. Dentre os municípios contemplados, 11 estão em situação de emergência por causa da seca: (Carira, Frei Paulo, Gararu, Monte Alegre de Sergipe, Nossa Senhora da Glória, Poço Redondo, Poço Verde, Porto da Folha, São Miguel do Aleixo, Tobias Barreto e Tomar do Geru). 

Os outros municípios são: Boquim, Indiaroba, Itaporanga D'Ajuda, Japoatã, Malhador, Muribeca, Pedrinhas, Riachão do Dantas, Ribeirópolis, Santa Luzia do Itanhy, Santana do São Francisco, São Domingos e Simão Dias. 

Localizado no território Sul do estado, Boquim é o maior produtor sergipano de plantas ornamentais e o segundo maior produtor de mandioca. Com o investimento, o escoamento da produção agrícola da cidade tende a melhorar. “Temos uma variedade de produtos agrícolas e, com a retroescavadeira, poderemos melhorar as estradas e abrir novos caminhos para o escoamento dos produtos. Essa doação é fundamental para o homem do campo, é mais um incentivo para a agricultura familiar. Poderemos abrir mais estradas e recuperar as barragens e aguadas”, disse o prefeito de Boquim, Pedro Barbosa.

O prefeito de Poço Redondo, Roberto Araújo, informou que a doação de retroescavadeiras é uma reivindicação antiga dos produtores do município. “Temos mais de oito famílias atingidas pela seca. Para nós, as retroescavadeiras são muito importantes. Todos os açudes estão secos, com essas máquinas, poderemos limpá-los. Esse é um desejo antigo dos agricultores de Poço Redondo e sabemos o esforço do Governo do Estado, junto ao Governo Federal, para a liberação desse investimento”, declarou.